Sobre o livro “Feliz por nada”, de Martha Medeiros

Martha Medeiros engrossa a fila dos típicos palpiteiros. Já não digo em história, economia ou política (assuntos da predileção de grande parte dos elementos dessa categoria, e nos quais ela realmente quase nunca toca), mas em pedagogia e, sobretudo, em psicologia. Este livro seu de crônicas é uma cadeia interminável de afirmações categóricas retiradas de lugar nenhum, parecendo mesmo serem frutos das reflexões acerca de suas próprias experiências. A despeito da falta de respaldo que não o próprio achismo erigido a asserção solene, não perdem as afirmações em nenhum momento o ar de objetividade e de alcance que a autora lhes confere.

Pode ocorrer que, em censura, me digam tratar-se de textos leves e despretensiosos, para os quais a objeção de carência de compromisso e seriedade soaria mesmo ridícula, ao que, em minha defesa, responderia não ser segredo que Martha figura entre os autores de uma autoajuda muito prestigiada em certos meios zen-espiritualistas, onde se contam, inclusive, estudantes de psicologia – faculdade em que, aliás, não consta a autora ter jamais se formado.

Sua prosa varia do simples e elegante dignos de bons cronistas de jornal ao ginasial vazio, ingênuo, infantil e mal formulado. Dito em outras palavras, a qualidade das crônicas é bastante irregular. Suas ideias são sempre a média do humanismo relativista que não se pensa a si mesmo e, exatamente por isso, continuamente revisitado e reafirmado pelo consenso pequeno-burguês, julga-se o centro do qual partem todas as opiniões sensatas (que ninguém se torna grande fã de Woody Allen assim à toa!). Excetuando-se uma ou outra boa sacada, e algumas boas crônicas – diga-se –, como A dama e o rottweiller, O que a vida oferece, Dinos, Viajandões, Quando os chatos somos nós, Amigo de si mesmo, A era dos compactos, Cresça e divirta-se, e mais alguma que me possa estar fugindo à memória, o livro recolhe textos repetitivos e carregados de psicologismo de boteco.

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s